Seguidores

domingo, 21 de maio de 2017

Tarte gelada de whisky.

Tarte gelada de whisky.

Quem não conhece a famosa tarte de whisky, que se vende às fatias nos restaurantes, um clássico da “Olá” que todos já provámos?
Digamos que é uma mistura entre um gelado de baunilha e um flan com aroma a whisky. É também uma sobremesa que pode fazer e congelar, tirando uma fatia sempre que lhe apetecer. Quando receber visitas, já tem uma deliciosa sobremesa preparada: basta retirar do frio uma hora antes de servir.
Não é uma sobremesa fácil de fazer, pois a preparação é demorada, tem muitas etapas e algum tempo de espera. Se tiver dois copos Bimby é mais rápido.
Um truque simples consiste em fazer o bolo com antecedência, mantendo-o congelado. Quando quiser fazer a tarte de whisky, ou outro semifrio, já têm a base pronta! Eu deixo a receita. Porém, se sofre de preguiça, pode optar por comprar uma base de bolo já feita, à venda nos supermercados.
Vai precisar de uma forma de 23 x 9 cm. (Pode ser mais larga, mas a tarte ficará mais baixa. Certo é que, mais baixa, rende mais fatias…).
Vai precisar de fita de acetato para por à volta da forma, para que, ao desenformar, o semifrio fique direitinho. Eu não tinha fita e então usei papel vegetal; não ficou perfeito, mas funcionou.






Então aqui vai a receita:
Ingredientes do bolo:
120 gr farinha tipo 55
120 gr de açúcar
4 ovos
1 colher de chá de aroma de baunilha
1 pitada de sal

Ingredientes do Recheio:
800 gr de natas com 35 % de gordura (200 gr das quais para usar posteriormente na decoração, mas aproveito e bato juntas para não implicar mais uma lavagem do copo).
150 gr de açúcar em pó, que será dividido pelo creme amarelo, pelas natas e pelas claras.
80 gr de leite
4 ovos L
15 gr de gelatina em pó ou 6 folhas de gelatina incolor + 60 gr de leite à temperatura ambiente (para hidratar a gelatina).
80 gr de whisky

Ingredientes para o Xarope:
100 gr de água
100 gr de açúcar
70 gr de whisky
Ingredientes para a cobertura:
4 gemas de ovos L
150 gr de água
150 gr de açúcar
2 folhas grandes de gelatina
Açúcar q.b para queimar

Decoração:
As natas que já montámos no passo do recheio, e amêndoa torrada partida.

Vamos lá a preparação:

Preparação xarope:
Coloque no copo da Bimby a água e o açúcar e programe 10 min/100º/vel 2.
Junte o whisky e programe 5 seg/vel 5. Retire e deixe arrefecer.

Preparação do bolo:
Pré-aqueça o forno a 180º, forre a forma com papel vegetal e manteiga.
Coloque no copo a borboleta, adicione os ovos e o açúcar e bata 6 min/37º/vel 4.
Junte a baunilha e programe 6 min/vel 4.
Junte a farinha e a pitada de sal e programe 8 seg/vel 3.
Verta para a forma e leve ao forno por 10/12 minutos (ou até o patito sair seco).
Quanto estiver cozido, deixe arrefecer durante 10 minutos, desenforme e tire o papel vegetal. Reserve.

Preparação do recheio:
Separe as gemas das claras e reserve.
Junte a gelatina a 60 gr leite à temperatura ambiente (para hidratar a gelatina) e reserve.
No copo da Bimby limpo, coloque a borboleta, junte as gemas, 50 gr de açúcar em pó, 80 gr de leite e programe 5 min/90º/vel. 3,5. Adicione a gelatina hidratada no leite (gelatina + leite) e o whisky e envolva 15 seg/vel 2. Retire e deixe arrefecer. Precisará deste creme mais tarde à temperatura ambiente.
No copo limpo e seco, coloque a borboleta e bata as natas, bem frias, na velocidade 3,5, espreitando pelo buraco do copo. Quando estiverem quase montadas, junte 50 gr de açúcar em pó e deixe bater até estarem montadas.
Retire do copo, separe 200 gr (para usar posteriormente na decoração), e reserve tudo no frio.
No copo bem limpo e seco, coloque a borboleta e as claras e bata 4 min/vel 3,5. Quando faltarem 30 segundos para terminar, junte 50 gr de açúcar em pó.
Quando terminar de bater as claras, o creme já deve estar à temperatura ambiente. Caso contrário, aguarde até o creme estar à temperatura ambiente.
Junte 1/3 das natas e envolva suavemente no creme amarelo. Junte metade das natas restantes e envolva de novo. Por fim deite as restantes natas e envolva bem.
Faça o mesmo com as claras: junte as claras ao preparado anterior em 3 etapas, envolvendo sempre suavemente para não perder o volume. Reserve.

Preparação cobertura: (fazer somente quando o recheio já estiver congelado – ver a etapa “montagem”).
Coloque as folhas de gelatina em água, para hidratar.
No copo limpo coloque a borboleta, as gemas, a água e o açúcar e cozinhe 5 min/90º/vel3,5.
Quando terminar junte as folhas de gelatina espremidas e envolva 30 seg/vel 2.
Verta sobre o recheio já congelado (ver etapa “montagem”).

Montagem:
Na base da forma, com as laterais previamente forradas com a fita de acetato ou papel vegetal, coloque o bolo e verta sobre ele o xarope, deixando absorver todo o xarope.
Verta o recheio sobre o bolo e leve a congelar cerca de 4 horas.
Verta a cobertura sobre o recheio congelado e leve novamente ao congelador.
Quando a cobertura estiver congelada, coloque o açúcar por cima e queime com um maçarico (ou, com muito, muito cuidado, um ferro de queimar).
Leve a congelar novamente.
Enquanto espera, torre a amêndoa numa frigideira antiaderente, e deixe arrefecer.
Quando a tarte estiver congelada, avance com a decoração: coloque no saco de pasteleiro as natas guardadas e decore à volta da cobertura. Por fim, polvilhe com a amêndoa torrada por cima.
Leve ao congelador até uma hora antes de servir.

 E pronto! Dá um pouco de trabalho, mas o resultado vale a pena!


Fonte: http://www.comohepuestolacocina.es/2016/07/tarta-helada-al-whisky-thermomix.html

Apple Brown Betty.

Apple Brown Betty.

Acordar a casa com um cheiro divinal a sair do forno, uma mistura de canela, caramelo e maçãs… Abrir o forno e ouvir o borbulhar do caramelo… E deixar o cheiro a passear pela casa… É algo que por palavras não se consegue explicar…
Hum… Só pelo cheiro, deve estar divinal… Só me apetece esquecer que há festa e meter uma colher na taça…

Esta é uma bela sobremesa de Outono, o cheiro faz lembrar aqueles dias frios, nos quais sabe tão bem ficar debaixo de uma manta em frente à lareira, a ver um bom filme ou a ler um bom livro… E a saborear esta reconfortante sobremesa quente, com o ácido das natas azedas e a bola de gelado a derreter, misturando-se… Delicioso!

Vai ser a minha sobremesa de eleição para esses dias.

Bem, não é uma sobremesa minha, é um doce típico americano, recriado pelo Mestre Pasteleiro Rofolph Van Veen (costuma passar um programa dele no canal kitchen, que é uma coisa… com cada pecado… só olhar engorda… A única coisa que lhe falta é mesmo uma Bimby na cozinha!) Eu só adaptei à Bimby.

Vai precisar de uma tarteira funda (eu, como não tinha, usei um tabuleiro).
O açúcar convém ser mascavado escuro, para dar ao doce a cor de caramelo e um sabor diferente do açúcar normal. Como solução de recurso poderá usar açúcar amarelo.




Receita:

 10/12 maçãs (de qualquer qualidade) descascadas e sem caroço, partidas em meias luas largas (ou seja, em oitavos).
2 colheres de chá de canela

Crumble:
200gr de farinha de trigo
100gr de açúcar mascavado escuro
100gr de manteiga sem sal

Xarope:
150gr de açúcar mascavado escuro
60gr de água
Sumo de 1 limão

Preparação:

Comece pelo crumble: deite no copo todos os ingredientes e programe 20 seg/vel 4, retire e reserve (deve ficar com um aspeto de migalhas).

Depois, passe ao xarope: coloque no copo todos os ingredientes e programe 10 min/100º/vel 2.
Enquanto o xarope cozinha, descasque as maçãs e coloque-as na tarteira. Vai ficar com muito volume, mas não é preocupante porque depois baixa (é por isso que a tarteira deve ser alta).
Misture a canela com as maçãs e envolva.

Pré-aqueça o forno a 180º.

Deite metade do crumble por cima das maçãs, tentando preencher todos os espaços. Após, verta o xarope por cima; ele vai ajudar o crumble a penetrar nas maçãs.

Coloque o restante crumble por cima das maçãs e leve ao forno cerca de 45 minutos (este tempo pode variar de forno para forno).

Quando as maçãs baixarem de volume, o caramelo borbulhar e a crosta estiver dourada, está pronto.
Deixe arrefecer uns minutos, sirva com uma colher e apresente acompanhado com uma colher de sopa de creme fraiche (ou natas azedas, ou ainda iogurte natural grego) e uma bola de gelado por cima.


Depois, esqueça o mundo, encoste-se no sofá e disfrute desta delícia…

sábado, 20 de maio de 2017

Curgetes recheadas ou bolonhesa de atum - Cozinhar em pirâmide 2 em1 - Paleo

Uma receita e podemos fazer dois pratos diferente, sim têm ambos os mesmos ingredientes , mas os olhos também comem e assim até parece que não estamos a comer o mesmo. Curgetes recheadas com bolonhesa de atum e esparguete de curgete com bolonhesa de atum.





Ingredientes para o recheio:
1 cebola grande
3 dentes de alho
200 g cenoura, , cortada em pedaços
500gr de tomates frescos
1 alho francês só a parte branca
50 g azeite
100gr de vinho branco
400g de atum em água escorrido
1 c. sopa de orégãos
1 folha de louro (opcional)
Sal q.b.
Pimenta q.b.
4 curgetes médias
200gr de queijo ralado

Preparação:

Abra duas curgetes na diagonal e retire o receio com a ajuda de uma colher, de forma a deixar uma cova a todo o cumprimento da curgete. Reserve o interior da mesma que vamos usar no molho.
Coloque as curgetes viradas para cima na varoma e reserve.

Lave as outras duas e com a ajuda de um espiralizador faça “esparguete” com as duas curgetes. Coloque no tabuleiro da varoma, feche a varoma e reserve.

Coloque no copo da bimby as cebolas, o azeite, e os alhos e pique 5 seg/velocidade 5, baixe com a espátula o que ficou nas paredes do copo, junte a folha de louro e refogue 7 min/ vel1/temp 100º.
Retire a folha de louro e junte ao refogado a cenoura, a curgete, o alho francês, os tomates, tudo partido em pedaços pequenos e triture, 10 segundos velocidade 7, junte os orégãos, tempere com sal e pimenta a gosto, feche o copo e coloque a varoma em cima e cozinhe 25 min/ vel 2/ temp Varoma.

Retire a varoma, transfira o “esparguete” para um recipiente, e as metades das curgetes para um pirex ou tabuleiro para ir ao forno.

Escorra água ao atum, e junte ao molho no copo, envolva 15 seg/vel3 colher inversa.
O atum não precisa de cozinhar, visto que o enlatado já vem cozinhado.

Com a ajuda de uma colher recheei as curgetes, coloque queijo ralado por cima e leve ao forno a 180º para gratinar.

O restante sirva com o esparguete de curgete.

Pode congelar o receio e usar mais tarde.

sexta-feira, 19 de maio de 2017

Bacalhau com "broa" e migas de grelos - Paleo

Bacalhau com "broa" e migas de grelos - Paleo

Se aceitei o desafio é para cumprir, aqui só há alimentos bons, e sim é possível transformar uma refeição tradicional em paleo.
A ideia fui buscar aqui//www.instagram.com/mypaleoxperience/,
Não tinha a receita, mas tinha a foto e foi o quanto bastou para o tico e teco colocarem o chapéu de cozinheiro e avental.
Aproveitei a vinda dos meus sogros para almoçar e fazer este bacalhau, e foi bastante positivo, se não tivesse dito que a broa não era broa, mas sim o pão que faltava ao que estava na mesa, acho que ninguém desconfiava.




Bem vamos lá a receita, primeiro comece por fazer o pão, pois é este pão que vai servir para a crosta e para as migas: https://bimbytruquesdicas.blogspot.pt/2017/05/pao-saloio-paleo.html

Aqui ficou a receita para 6 pessoas.
Ingredientes para o tabuleiro de bacalhau:
6 postas de bacalhau
1200kg de batatas-doces cortadas as rodelas
4 cebolas grandes cortadas as rodelas
6 dentes de alho laminado
150ml de azeite extra virgem
2 folhas de louro

Ingredientes Crosta “broa”:
200gr de pão
15gr de coentros ou salsa
2 dentes de alho
10gr de azeite extra virgem

Migas
350gr de grelos de nabo (pode usar couve ou outro)
500gr de água
sal
250gr de pão
3 dentes de alho
30gr de azeite extra virgem

Preparação:
Coloque no copo todos os ingredientes para a crosta de “broa” e programe 8seg/vel7. Retire e reserve.



No copo coloque 500gr de água os grelos, sal e cozinhe 20min/100º/vel.colher inversa

Coloque no fundo do tabuleiro, as cebolas cortadas as rodelas, as folhas de louro, por cima as batatas-doces cortadas as rodelas, os dentes de alho, tempere com sal.
Disponha as postas sobre a batata-doce, coloque uma camada do pão ralado com os coentros e o alho e calque um pouco.



Regue tudo com azeite e leve ao forno a 180º por 30/35 minutos, vá vigiando quando a crosta estiver dourada e as batatas cozinhadas esta pronto.

Enquanto o bacalhau ainda esta no forno, vamos fazer as “migas”.
Com a ajuda do cesto ou da varoma escorra a água aos grelos.
No copo limpo e seco coloque o pão e triture 5seg/vel7, retire e reserve.
Passe o copo por água.
Coloque no copo os dentes de alho e pique 5seg/vel7, junte o azeite e baixe o alho que ficou na parede do copo e saltei 3 min/100º/vel1, junte os grelos bem escorridos e programe 5 min/100º/vel. Colher inversa. Junte o pão triturado, sal e pimenta e envolva 10seg/vel3 colher inversa.

Retire e sirva as migas com o bacalhau.

Bom apetite.

quinta-feira, 18 de maio de 2017

Pão Saloio – Paleo


Pão Saloio – Paleo

Confesso que andava já com saudades de uma fatia de pão, e decidi experimentar uma receita do site http://paleoxxi.com/pao-saloio/, os créditos são do https://www.facebook.com/oviciodostachos/?rc=p
Sugiro que espreitem o site, e a pagina do facebook dos vicios dos tachos, além de aprender algumas coisas sobre a dieta peleo, também têm imensas receitas já adaptadas a bimby.
Este pão é bom, mas para mim têm mais a textura de uma broa do que de um pão, pois é mais denso, mas sei que fazer o pão tal como o conhecemos sem a farinha de trigo e sem glúten não é fácil. Mas dentro do que é possível fazer este pão ficou bastante saboroso e quentinho então é uma delicia.





Ingredientes:
260g de água
1 c.chá rasa de sal
20g de azeite
1 ovo
260g de trigo-sarraceno
290g de polvilho doce
100g de linhaça dourada
5g de fermento de padeiro Sem glúten

Preparação:
Coloque no copo limpo e seco o trigo e pulverize 10seg/vel9, retire e reserve.
Coloque no copo a linhaça pulverize 10seg/vel9, retire e reserve separado

Coloque no copo a água, e o fermento e apenas  100g de farinha de trigo sarraceno. Programe 2min/37°/vel3.

Deixe repousar 15min.

Adicione os restantes ingredientes e programe 3min/vel.espiga.

Retire a massa do copo e amasse mais um pouco e dê-lhe a forma de pão. Faça uns cortes com uma faca e deixe a levedar cerca de 30 min, num local morno.
Antes de levedar:

Depois de levedar:


Pré aqueça o forno nos 200°, coloque um pirex com água no fundo do forno, coloque o pão num tabuleiro na posição mais a baixo do meio, cerca de 40min.
Passado esse tempo, retire o pirex com a água e deixe o pão mais 10 min.


Retire e deixe arrefecer um pouco antes de partir.

Deixo ficar a foto do trigo, polvilho e linhaça, e fermento comprei no intermarche.





quarta-feira, 17 de maio de 2017

Bifes de peru enrolados em bacon e recheados com queijo gouda e legumes assados XXL - Paleo

Bifes de peru enrolados em bacon e recheados com queijo gouda e legumes assados XXL - Paleo

Deu para 8 doses, alguns dos bifes eram grandes, desde que caibam na varoma pode colocar mais.
A ideia é fazer a mais e congelar em doses individuais com o molho, quando quiser tenho uma refeição saudável feita e é só juntar uma salada ou legumes salteados.

E por falar em legumes, digo já que legumes assados são maravilhosos, para dizer a verdade até dispensava a carne. Caso não goste de um ou outro legume é só trocar e colocar os que mais gosta.
Simples fáceis e deliciosos...





Receita

Ingredientes bifes:
14/16 Bifes de Perú médios cortados finos
14 Fatias de queijo gouda
14 Fatias de Bacon
Sumo de 1 limão
Sal e pimenta q.b

Molho:
150g de cenoura
250g cebola
4 Dentes de alho
250gr de tomate maduro
50g de vinho branco
100gr de água
30 gr de Azeite
Sal e pimenta

Legumes Assados:
1 Curgete grande com casca cortada em meias luas
1 Batata-doce amarela cortada em cubos
1 Beterraba cortada em cubos
200gr de abóbora cortada em cubos
1 Cebola roxa cortada em meias luas
 Dentes de alhos laminados
5 Tomates pequenos cortados em 4
50gr de azeite
Sumo de 1 laranja
Sal e pimenta a gosto
2 Ramos de alecrim fresco
2 Folhas de louro

Preparação da receita:

Tempere os bifes com sal, a pimenta e sumo de limão.
Coloque os bifes na bancada, e coloque em cada um deles uma fatia de queijo e enrole e volte a enrolar em bacon, feche com um palito para que não se soltem. Coloque na varoma 7 rolos, verifique que não tapou todos os buracos da varoma, para o vapor poder circular e no tabuleiro fino da varoma outros 7 rolos, e reserve.

Coloque os legumes cortados num tabuleiro, tempere com sal e pimenta, junte o louro, o alecrim, os dentes de alho, o sumo da laranja e o azeite, envolva e leva ao forno a 180º por 30 a 35 minutos.



Coloque no copo a cenoura, a cebola, os alhos, o tomate e programe 7seg vel5. Junte o azeite, o vinho, sal, pimenta e a água, feche o copo e coloque a varoma com os bifes de peru e programe 30 min /vel2/ Tem varoma. Tire a varoma e reserve. Coloque o copo medida na tampa e triture o molho 1mimuto/vel 3,5,7 progressivamente.

Coloque os bifes numa travessa regue com o molho.       

Sirva os legumes com a carne e bom apetite

Coxas de frango com batata-doce, mel e alecrim - Paleo

Coxas de frango com batata-doce, mel e alecrim

Tirei pernas de frango inteiras para cozinhar, eram tão grandes, que não cabiam na bimby assim inteiras, então decidi fazer duas receitas diferentes para não estar a comer a mesma coisa dois dias seguidos, fiz esta e na bimby um caril de batata doce com ervilhas tortas.
Tanto uma como a outra estava deliciosas.
Estou a adorar este novo desafio de cozinhar saudável.



Esta receita deu para 3 doses, mas pode fazer a quantidade que desejar

Ingredientes:
6 coxas de frango
6 dentes de alho
Sumo de uma laranja grande
40gr de azeite
Sal a gosto
1 colher de sopa de mel
1 colher de sopa de alecrim seco ou 3 raminhos de fresco
1 kg de batata doce aos cubos, usei da amarela

Preparação:
Corte a batata e coloque num tabuleiro, distribua as coxas de frango por cima da batata.
Pré-aqueça o forno a 180º.
No copo da bimby coloque os dentes de alho e pique 5seg/vel7, junte o sumo da laranja, o mel, o sal, o alecrim e o azeite e misture 5seg/vel2.

Verta o molho sobre o frango e as batatas e leve ao forno por 30 minutos, sirva com uma salada.