Seguidores

segunda-feira, 24 de julho de 2017

Sopa de peixe-Paleo

Sopa de peixe-Paleo

A famosa sopa de peixe da bimby… famosa porque aposto que todos já provaram, e os que não provaram não sabem o que perdem, pois esta sopa é deliciosa, cheia de sabor e aconchegante nos dias de frio.
Decidi pegar na receita original que já se encontra no blogue, e transformar numa sopa mais rica e sem hidratos. E claro continua deliciosa.
Toca a fazer uma sopa de peixe e a surpreender os amigos e familiares.






Rende 6 doses.

Ingredientes:
600g de filetes de Peixe
+/- 1000g Água
600g Camarão (c/ casca)
500gr de mexilhão
6 ovos (cozidos)
100g Pimento verde
150g Pimento vermelho
250g Cebola
4 dentes de alho
300g polpa de tomate (caseira)
50g Azeite
2 cubos de knorr de peixe (caseiros)
1 malagueta seca (opcional)
1 folha Louro
1 pitada Pimenta
1 ramo de coentros frescos picados para guarnecer.


Preparação:

Coza os ovos a parte, o tempo desta receita não permite cozer os ovos ao mesmo tempo.
Pode cozer no cesto com 800gr de água no copo, 15 minutos/100º/vel2, ou no tacho enquanto adianta a sopa.

Coloque na Varoma o mexilhão e os filetes de peixe, tempere com sal e pimenta e reserve.

Coloque no copo 700 g de água e as cascas e cabeças dos camarões e programe 10 min/100ºC/vel 2. Com a ajuda do cesto, coe o líquido e reserve este fumet.

Se quiser corte o miolo de camarão em pedaços e reserve, eu mantive inteiros

Coloque os pimentos, a cebola e o alho e pique 6 seg/vel,  junte a polpa de tomate e triture 15 seg/vel 7,  junte o azeite e refogue 7 min/temp. varoma/vel 1. (TM5: 120ºC).

Adicione os caldos de peixe, a folha de louro, a pimenta, selecione a balança e pese o fumet reservado , junte água até perfazer 800gr de liquido, feche o copo e  coloque a Varoma e programe 20 min/Varoma/vel 1. Retire a Varoma e reserve.

Junte o camarão no copo e programe 3 minutos/100º/vel. Colher inversa

Num recipiente coloque os filetes de peixe em pedaços e o miolo de mexilhão, adicione a sopa e, retifique se necessita de sal, decore com os ovos cortados em pedaços e os coentros picados.

Sirva quentinha


Bom apetite


Receita adaptada da receita da equipa Bimby

sábado, 22 de julho de 2017

Salada de trigo-sarraceno, atum, ovo e maionese de abacate.


Salada de trigo-sarraceno, atum, ovo e maionese de abacate.
Na revista bimby deste mês saiu uma salada com trigo -sarraceno e camarão, como esta semana já tinha feito uma de camarão, decidi fazer uns ajustes a mesma e fazer uma versão saborosa e mais económica.




Ingredientes:
700gr de água
1 c.chá de sal
150gr de trigo-sarraceno
300gr de atum ao natural
100gr de folhas de agrião
200gr de alface iceberg
1 Papaia
4 ovos


Preparação:
Coloque no copo a água, introduza o cesto com o trigo, os ovos e o sal, feche e programe 15 minutos/100/vel4. Retire o cesto com na ajuda da espátula, retire os ovos e descasque, e deixe arrefecer um pouco o trigo.
Numa taça grande coloque a alface cortada em juliana, as folhas de agrião, tempere com um pouco de sala papaia descascada e aos cubos, junte o trigo, o atum escorrido, os ovos e a maionese.
Na hora de servir misture tudo, se preferir pode temperar com azeite e vinagre ou sumo de limão.


Raviolis de massa fresca de trigo-sarraceno, recheados com presunto e com molho de cogumelos.

Raviolis de massa fresca de trigo-sarraceno, recheados com presunto e com molho de cogumelos.




Para fazer esta receita vai precisar de uma dose de massa fresca, receita aqui: 



E para rechear e para o molho:

Ingredientes:
70gr de cogumelos variados frescos
100gr de cebola roxa
2 dentes de alho
1 pacote de natas frescas
50gr de vinho branco
Sal e pimenta a gosto
20gr de azeite extra virgem
Cebolinho ou outra erva a gosto para povilhar

Preparação:
Faça os raviolis e coza, coloque um tacho ao lume, com bastante água, para os raviollis poderem cozer a vontade sem se colarem uns aos outros, um pouco de sal, e um fio de azeite, quando a água estiver a ferver, coloque os raviollis, e deixe cozer uns 7/10 minutos, pode tirar um para provar a ver se a massa esta ao seu gosto.

Enquanto coze faça o molho:
Coloque no copo da bimby a cebola, os dentes de alho, os cogumelos e pique 5seg/vel5, junte o azeite, o sal e a pimenta e cozinhe 10minutos/100º/vel1, junte o vinho branco e cozinhe 5 minutos/120º/vel1 sem o copo medida ( na tm 31 use a temperatura varoma), junte as natas e cozinhe 5 minutos/90º/vel1. Verifique os temperos e triture  1 minuto/vel 3/5/7.

Verta sobre os raviolis cozinhados e salpique com cebolinho cortado ou outra erva a gosto.
Sirva de seguida.

Não deixe para servir mais tarde, porque a massa vai absorver o molho e depois não fica tão bom.

Massa fresca de trigo-sarraceno - Paleo

Massa fresca de trigo-sarraceno - Paleo

Pois é a menina Alexandra Pinto lançou-me a ideia de massa de trigo-sarraceno, e eu pus as mãos na massa.

E lá fui eu experimentar, e saíram para o jantar raviollis recheados com presunto e molho de cogumelos, que já colocarei a receita.

Estiquei a massa na máquina própria, dá para fazer as placas de lasanha e raviollis. Não consegui fazer esparguete nem, tagliatelle, não sei se o problema é da máquina ou da massa, novos testes aguardam.

Para primeira experiência não esta má, mas não estou 100% satisfeita, queria conseguir ter feito o tagliatelle, mas de sabor surpreendentemente não fica com aquele sabor forte que se encontra num pão que leva muito deste trigo. De sabor gostei e a textura depois de cozido é da massa normal.
Não sei se fica boa para esticar com o rolo, pois nem me lembrei de o testar, fui logo direita a maquineta.

Também não sei quantos dias a pode guardar no frio em boas condições, pois fiz e consumi, da próxima guardo um pouco para o teste.





Receita massa:
235 gr de trigo-sarraceno
35gr de água
2 ovos M
Farinha de araruta ou outra semelhante q.b para polvilhar a bancada

Preparação:
No copo da bimby bem seco coloque o trigo e pulverize 30seg/vel9, junte os ovos e a água e programe 2 min//vel. Espiga.

Polvilhe a bancada, com a ajuda da espátula retire a massa e forme uma bola, embrulhe em película aderente e leve ao frio cerca de 30 minutos.

Retire do frio divida a massa em 4, espalme com a ajuda das mãos e faça-a passar na maquina com os rolos programados no mais grosso usei o 7, quando a massa vai saindo, apare com a mão, e dobre, depois volte a passar, desta vez com os rolos mais fino, usei o nr 6.

Depois coloque na bancada, core com uma faca ou um cortador em formato de retângulos se quiser placas de lasanha, ou redondos para os raviolis, eu usei um cortador de bolachas em forma de estrelas.

A medida que vai fazendo, se for para raviolis, vá recheando a gosto, (eu usei simplesmente presunto parma, 6 fatias picado na bimby 2seg/vel 7), para a massa não secar e partir, se deixar secar muito depois terá dificuldade em juntar as duas partes do raviolli.

Se for fazer placas de lasanha, separe as mesmas com folhas de papel vegetal para elas não irem colando.


Depois para cozer, coloque um tacho ao lume, com bastante água, para os raviollis poderem cozer a vontade sem se colarem uns aos outros, um pouco de sal, e um fio de azeite, quando a água estiver a ferver, coloque os raviollis, e deixe cozer uns 7/10 minutos, pode tirar um para provar a ver se a massa esta ao seu gosto.

quarta-feira, 19 de julho de 2017

Febras grelhadas, com molho de iogurte, caril e manjericão.

Febras grelhadas, com molho de iogurte, caril e manjericão.

Para o jantar saiu umas febras grelhadas, com molho de iogurte, caril e manjericão, espinafres salteados e tomate cherry.





E o molho aqui fica:
Ingredientes para o molho de caril
10g de óleo coco
10g de caril
10 folhas de manjericão fresco
Raspa e sumo de uma lima
sal qb
pimenta qb
250g de iogurte grego.

Preparação:
coloque no copo o óleo e o caril e aqueça 2min/100º/vel2.
Adicione o manjericão, a raspa  e o sumo da lima, o sal e a pimenta e pique 2seg/vel7.
Adicione o iogurte e envolva 20seg/vel 3.

Retire e reserve no frigorífico.

Molho adaptado do livro 150 melhores receitas de 2012

Bolo de aveia, linhaça e maçã.

Bolo de aveia, linhaça e maçã.
Quando andei a pesquisar sobre os benefícios e as utilizações da linhaça deparei-me com um bolo feio com a mesma e mais umas coizinhas, deixo o link da receita original no fim da publicação.
E hoje decidi adaptar a bimby e fazer um bolinho para servir com chá ao lanche.
Ficou muito saboroso, húmido e fofo.
Quase não escapou fatia.
Atenção que a aveia mesmo sem glúten, na paleo esta numa zona cinzenta, pode comer mas com muita moderação.





Ingredientes:
150gr de linhaça dourada;
100gr de aveia em flocos sem glúten + Q.b para decorar
75gr de óleo de coco derretido
120gr de mel
2 ovos M
200gr de leite de amêndoa ou outro vegetal
200g de maçã mais q.b para decorar
1 colher de fermento em pó sem glúten

1 forma de cone nr 22
Manteiga q.b para barrar a forma

Preparação:
No copo seco e limpo coloque a linhaça e a aveia e pulverize 30seg/vel9. Retire e reserve

Barre a forma com manteiga e polvilhe com um pouco da farinha que acabou de fazer. Reserve

Pre-aqueça o forno a 180º.

Coloque no copo a maca e pique 2seg/vel5, retire e reserve.

Volte a colocar no copo a mistura da linhaça e aveia, o mel, o óleo, os ovos, o leite e bata 40seg/vel3, junte o fermento e bata 10seg/vel3, junte a maça e envolva com a espátula.

Verta a mistura para a forma, decore com fatias de maçã e polvilhe com flocos de aveia inteiros e leve ao forno por aproximadamente 30 minutos ou até dourar o palito sair seco.



terça-feira, 18 de julho de 2017

Pão de sementes – paleo

Pão de sementes – paleo

Sim é verdade já tinha publicado uma receita de pão de sementes, achando eu que era versão paleo, mas que afina a Goma xantana é de evitar, então decidi experimentar a receita mas com psyllium, que provem de umas sementes e que é mais saudável.
O porque do uso deste ingrediente, segundo o que pesquisei serve substituir o glúten, ou seja para dar densidade a massa.
Pode comprar no celeiro, ou em algumas farmácias, pharafarmácias e lojas de produtos naturais.
Aqui em Mafra encontrei na pharmacopédia que fica na Rua professor Guilherme Assunção, e a embalagem de 280gr é mais barata que no celeiro, custa 15,38 e a de 170gr 10,60€
Usei farinha de araruta que pode encontrar no celeiro ou no Jumbo, em outros locais ainda não a vi a venda.
Usei fermento fresco de padeiro sem glúten, compro no Intermarché marca levital, mas julgo que em outros supermercados também há.

Fiz uma pequena adaptação, retirei o azeite, que na outra receita tinha, isto porque as sementes de girassol já libertam gordura suficiente. E aumentei a quantidade de farinha de araruta.
Não ficou tão grande como o outro, mas ficou ainda mais saboroso, e o mais parecido com pão, pão mesmo.





E usei uma forma de bolo inglês pequena, de 20x11x8.
Aqui vai a receita:

50gr de linhaça
75gr de trigo-sarraceno
75gr de sementes de girassol
50 gr de farinha de araruta
200gr de polvilho doce
350gr de água
20gr de fermento fresco
1 colher de chá de sal
5 gr de psyllium (1 colher de sopa)
Mistura de sementes para polvilhar.

Preparação:
No copo bem seco coloque as sementes de linhaça, trigo e girassol e pulverize 30seg/vel9, retire e reserve.

Coloque no copo a água e o fermento e aqueça 2.30min/37º/vel1, junte a farinha de sementes reservada, a farinha de araruta, o polvilho, o psyllium e o sal e programe 2 min/vel espiga.

Forra a forma com papel vegetal, verta a massa, a mesma fica com uma textura viscosa, alise com a espátula e coloque sementes a gosto por cima.



Deixe levedar cerca de uma hora ou até dobrar de volume em locar morno, ou abrigado.

Eu pré-aqueci o forno a 50º, desliguei e deixei o pão lá dentro a levedar.



Quando estiver levedado, pré-aqueça o forno a 180º, coloque um tabuleiro com água no fundo do forno e coza o pão, por cerca de 45/50 minutos, este tempo varia de forno para forno

Quando terminar retire da forma e deixe arrefecer antes do cortar.


Bons cozinhados.